quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

sem ti...


Há dias que marcam a história de uma pessoa…dias que revelam a capacidade infinitamente pequena que temos de superar a perda das pessoas de quem gostamos… Dias carregados de dor que mancham o quadro da felicidade que tanto trabalho dá a pintar… Dias negros, insuportáveis e irreversíveis… Dias em que o choro e a mágoa são os dois grandes companheiros…Dias em que o olhar se baixa com a tristeza da saudade e dos pensamentos que nos remetem para o fim de alguém (talvez o nosso) …Dias em que as lembranças melhores são as piores…Dias em que os sorrisos são traídos pelas lágrimas… Dias em que as tristezas substituem as alegrias… Dias em que todas as esperanças desaparecem, deixando um buraco no coração… Dias em que queremos estar sozinhos rodeados apenas pelo nosso silêncio… Dias que nos ferem, que nos marcam e que nos ensinam…
A perda de alguém é algo que nunca se esquece…afinal, quem é capaz de esquecer a morte? Quem é capaz de esquecer a maior realidade da vida? São infinitos os desígnios da Morte inultrapassável e fria… Leva-nos as pessoas de quem tanto gostamos sem vergonha e sensibilidade… vê-nos sofrer infinitamente e, mesmo assim, continua a sua longa demanda impiedosa…é triste reconhecer o fim daqueles bons momentos passados…daqueles sorrisos, carícias, beijos…daquelas conversas, daqueles conselhos, daqueles sermões…daqueles passeios ao fim da tarde… daquelas chatices que tínhamos… Mas o mais triste é quando percebemos o tempo que desperdiçámos e podíamos ter aproveitado… sem coisas supérfluas e desnecessárias, só com aqueles bons momentos…
Mas depois de vista toda a realidade impõe-se uma questão impossível de esconder:
Que fazer agora da vida sem ti?
Pois lá vem aquela frase marcante e ridiculamente usada: A vida continua…
Escrito por Elisabete Aguiar (Beti)

Um comentário:

lulu disse...

pois miga como eu percebo a tua angustia...

é mesmo exa a questão...porque perder kem gostamos e o pk da morte?

Durante mt tempo tentei perceber o pk, pk perdemos akeles k amamos, pk somos castigados por algo k nao temos culpa ou por algo k nao entendemos, pelo menos entender o k fizemos d errado...sao perguntas sem resposta aparente, mas k deixam na sua essencia uma lição d vida mt valiosa...

dpois d mt pensar, chorar e revoltar percebi k nao interessa kuantas pessoas perdemos nem o pk d ter-mos d as perder...o k verdadeiramente interessa e o k nos vai na alma, os momentos vividos sejam eles superfulos ou a falar d coisas importantes, o kuanto gostamos dexa pexoa, o amor incondicional k nunca s apaga do noxo coração, ou mesmo akela palavra d carinho k tantas vezes foi dita como um simples adoro-t ou és a minha vida...
palavras sinceras k como eu digo mts vezes s vêm num olhar sem serem precisas palavras...

Se tirei alguma lição da vida e das coisas k paxei é k nao posso desistir, tenho d viver e o mais importante dar importancia as coisas k realmente têm valor, sem perder tempo com indecisões, por ixo k eu digo...aprendi a viver com a falta agarrando-m ao amor k ficou em mim pa nao entrar no dsespero...adoro a vida, adoro viver e ixo e o mais importante...viver um dia d cada vez com a certeza d um amanha...

adoro-t moga